Nossa primeira parada durante o mochilão pelo Uruguai foi Punta del Diablo, um pequeno povoado de pescadores com uma população fixa em torno de 650 habitantes. Apesar da estrutura não se parecer em nada com a famosa Punta del Este, Punta del Diablo vem se transformando em um dos principais balneários do país, principalmente no verão, quando recebe vários turistas brasileiros, argentinos e europeus. Com um toque de leveza, onde tudo é mais relaxado e simples, além é claro de preços mais acessíveis, Punta del Diablo equilibra tranquilidade e agitação.

Punta del Diablo
Punta del Diablo

Leia Também
– Punta del Este: O Balneário Mais Querido dos Brasileiros
– Mochilão pelo uruguai: Planejamento, Roteiro e Custos.
– Cabo Polônio: O Paraíso Perdido no Uruguai
– 7 Motivos para Conhecer o Uruguai

Quando ir:

Nós viajamos em março, final de temporada, portanto o balneário já não estava tão cheio, mas no final de dezembro e em janeiro é difícil encontrar vaga em Punta del Diablo. A vila ferve de jovens e o clima pacato durante o dia cede espaço para uma badalada vida noturna. Fica a dica: se for nesta época reserve sua hospedagem com antecedência.

Na baixa temporada, muitos estabelecimentos começam a fechar suas portas. Para quem viajar neste período, é bom ficar atento. Para conferir as opções de serviços durante todo ano entre no Portal de Punta del Diablo.

Como chegar:

Localizado no Departamento de Rocha, Punta del Diablo fica a 298 km da capital Montevidéu. Um dos últimos balneários antes da fronteira com o Brasil, o acesso ao vilarejo se faz no km 298 da ruta 9. Nós pegamos um ônibus da Rutas del Sol na fronteira do Chuí, e em 2hs um lindo dia ensolarado nos recepcionava em Punta del Diablo. Para quem vem de Montevidéu, a viação Rutas del Sol também tem ônibus que fazem esse trajeto, mais ou menos umas 5 horas de viagem.

Chegada a Punta del Diablo
Chegada a Punta del Diablo

Onde ficar:

Procuramos algumas hospedagens e acabamos ficando no Hostel del Diablo. O albergue é uma antiga casa colonial a uma quadra e meia da praia. Sua estrutura conta com um grande jardim externo, uma piscina (estava desativada por causa da época), um salão de jogos, internet wifi e uma cozinha compartilhada. Apesar destes bons serviços, o hostel está um pouco mal cuidado, sua aparência externa é melhor do que a interna. Por ser uma construção antiga, é preciso fazer algumas reformas.

+ Fotos de Punta del Diablo.

A diária de uma modesta suíte com uma bela vista para o mar, nos saiu por R$100,00 o casal, e pagamos com Real mesmo. O banheiro era meio ruim, pequeno e um pouco acabado. O café da manha bem simples tinha leite, café, achocolatado, pão, manteiga, geleia e doce de leite. Os pontos fortes do albergue são: sua localização, próximo das principais praias e do centro; e seu funcionamento, fica aberto o ano inteiro. Ao todo foi muito bom, o albergue estava vazio e conseguimos descansar e relaxar. Mas quem preferir pode arrumar outras opções de hostels e pousadas pelo Booking.

Onde comer:

Punta del Diablo possui uma boa infraestrutura com supermercados, farmácias, polícia, caixas ATM, hotéis, albergues, campings, bares, restaurante e é claro que não podiam faltar, as feiras de artesanato.

No dia que chegamos, almoçamos no restaurante especializado em frutos do mar Al Pairo. Achamos delicioso! Além de ser localizado em frente à praia, o restaurante tinha uma comida fantástica. Eu comi um prato de camarão com molho “a la Diabla” (apimentado) e a Lais pediu um prato magnífico de camarão ao molho de quatro queijos assado dentro de um abacaxi. Ao todo pagamos em torno de R$120,00, contando com espetinhos de camarão de entrada e mais três cervejas.

À noite fomos num pequeno restaurante de especialidade italiana que não lembro o nome. Pedimos um saboroso prato de nhoque caseiro e uma garrafa de vinho. Foi um jantar agradabilíssimo e saiu em torno de R$70,00.

Lais em frente ao Hostel del Diablo
Lais em frente ao Hostel del Diablo
Restaurante Al Pairo
Restaurante Al Pairo
Restaurante Al Pairo
Restaurante Al Pairo

O que fazer:

Praias:

As praias de Punta del Diablo são emolduradas por três cabeceiras que, segundo as lendas formam o “tridente do Diablo”, por isso o nome do balneário. Com as águas frias e boas ondas, o vilarejo é um point de surf no país, sendo os melhores meses para a prática de setembro a novembro e de março a maio.

+ Fotos de Punta del Diablo.

Assim como toda orla do Uruguai, as principais praias de Punta del Diablo, “Playa del Rivero”, “Playa de los Pescadores” e “Playa de La Viuda”, possuem uma beleza e um clima totalmente diferentes da exuberância tropical das praias brasileiras. Mas não deixa de ser encantador, principalmente o pôr do sol.

Punta del Diablo

Playa de los Pesacadores
Playa de los Pesacadores
Playa de la Viuda
Playa de la Viuda

Parque de Nacional de Santa Teresa:

Outo atrativo natural muito bacana bem perto de Punta del Diablo é o Parque Nacional de Santa Teresa. Um complexo com uma área de 3000 hectares que conta com uma excelente área de camping, uma Fortaleza histórica, 4 praias e mais de 60 km de trilhas. Veja mais sobre o Parque Nacional de Santa Teresa em nosso outro post.

+ Fotos de Punta del Diablo.

Fortaleza de Santa Teresa
Fortaleza de Santa Teresa
Praia no Parque Nacional de Santa Teresa
Praia no Parque Nacional de Santa Teresa

Punta del Diablo é realmente encantador. Já no nosso primeiro destino no Uruguai, já estávamos nos sentido em casa. O restante de nossa viagem pela Terra do Mujica foi fantástico, não deixe de acompanhar toda essa aventura!

————————————————————————————————————————————————————–

Curtiu o post?

Então não deixe de compartilha-lo e de seguir a gente no Facebook, Twitter e Instagram, temos muitas dicas legais para te passar!

Beijos e abraços.

CsV

 

 

Author

Designer, blogueiro e empreendedor por natureza, sou amante de fotografia, viagens e da boa culinária. Após meu primeiro intercâmbio, criei uma paixão por viagens. De lá pra cá foram 2 mochilões, 15 países conhecidos, fora as viagens no Brasil. Fascinado por experimentar novos sabores, adoro combinar e inventar novas receitas.

8 Comments

  1. Anna Batista Reply

    Oi, casal! Vocês lembram quanto pagaram no ônibus do Chuy a Punta Del Diablo? Abraços!

  2. Adorei a matéria, as fotos das praias são lindas!! Espero passar ótimos dias nesse lugar, vou com minha família em dezembro passar réveillon em Punta Del Diabo e as dicas de culinária, preços e opções ajudaram muito!! Bjos. Laine. Porto Alegre- RS

    • Oi Laine, tubo bem? Nossa é muito bom saber que gostou do nosso post e das fotos. Ficamos realmente muito agradecido pelo comentários, Nos inspira a seguir em frente. Muito obrigado mesmo.

      Se tiver alguma dúvida é só perguntar. Nos que pudermos, vamos sempre tentar ajudar. 😉

  3. Gostei de tudo: das fotos, das dicas e do jeito simpático e descolado de contar… Um abraço do Sul do Sul do Brasil. Ana

    • Oi Ana, tudo bem?

      Muito legal saber disso. Você não tem ideia do quanto nos deixa feliz ver comentários como o seu. Mostra que estamos no caminho certo.

      Um grande abraço para você também. 😉

  4. Oi gente! Adorei os posts de vocês, é basicamente a viagem que vou fazer no verão, tá ajudando muito, mas minha viagem vai começar por Buenos Aires e seguir em direção norte.

    Assim, será que vocês, por acaso, sabem como chega de Cabo Polonio à Punta del Diablo? Obrigada :)))))

    • Oi Alina. Que bom que gostou, é um ótimo incentivo para continuarmos. 🙂

      Então na entrada do Parque de Cabo Polonio, onde você irá pegar o caminhão 4×4 para chegar a praia, sai vários ônibus em direção a Castillo. É bom ver os horários asssim que você chegar no Parque de Cabo Polonio. De Castillo tem ônibus da empresa COT que te levam a Punta del Diablo. De uma olhada http://www.cot.com.uy/ .

      Espero que tenha ajudado. Se precisar de mais alguma dica, é só perguntar.

Deixe seu comentário: