Hoje nós vamos estrear a coluna Sua Viagem! Nossa proposta é mostrar e compartilhar um lugar onde você acha que DEVE ser visitado. Um local onde você foi e gostou tanto, mais tanto, que acha que todo mundo deve conhecê-lo também.

Uma vez por mês vamos compartilhar no nosso blog e nas nossas redes sociais o destino que VOCÊ escolheu! E dessa vez, vamos começar com a nossa leitora Beatriz Nascimento que nos trouxe um pouco dos encantos de Gramado e do Parque do Lago Negro. Mas isso deixaremos para ela te contar mais. Logo, apresentamos a nossa primeira leitora a contar a SUA VIAGEM!

Beatriz Nascimento
Beatriz Nascimento

Sou técnica em Enfermagem no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto SP e amo qualquer viagem ligada a natureza. Pode ser montanha, praia, cachoeira. O importante é ter muito verde ao redor, porque não gosto muito de destinos que só tenham “prédios”. Gostei de Gramado por isso, por ser um lugar tranquilo, muito bem cuidado e arborizado, coisa que para mim é super importante.

Parque do Lago Negro:

Minha dica de passeio é para quem for visitar a cidade de Gramado RS. Além de ser uma cidade totalmente voltada ao turismo e durante todo o ano muito bem cuidada e florida, Gramado também conta com um belo Parque, chamado Parque do Lago Negro. O local originalmente era chamado de Vale do Bom Retiro. Mas após um grande incêndio que arrasou toda a mata nativa, o topógrafo e paisagista Leopoldo Rosendfeld construiu um lago e ao seu redor, plantou árvores originárias da Floresta Negra na Alemanha. Seu nome então mudou para o que hoje chamamos de Lago Negro. O parque fica aberto 24 horas por dia e sua área é de 89.336m2, sendo a do lago de 17.470m2.

Entrada do Parque do Lago Negro
Entrada do Parque do Lago Negro
Parque do Lago Negro
Parque do Lago Negro

Suas águas são profundas, chegando a 6 metros de profundidade, e tem uma tonalidade de verde escuro que durante o verão refletem a beleza das Hortênsias ao seu redor e no inverno refletem as Azaléias, garantindo um belo espetáculo praticamente todo o ano.

O Parque do Lago Negro conta com pedalinhos em forma de pequenas caravelas e cisnes que fazem a alegria de adultos e crianças, principalmente nos finais de semana. Também é possível pedalar e fazer uma boa caminhada em suas trilhas.

Além de ser um passeio tranquilo e romântico, vale também a pena por ser gratuito. Portanta, se for visitar Gramado, não deixem de conhecer esse lugar lindo e agradável. 

Parque do Lago Negro
Parque do Lago Negro
Parque do Lago Negro
Parque do Lago Negro
Parque do Lago Negro
Parque do Lago Negro

Como chegar:

Para chegar ao Parque do Lago Negro é bem fácil! Tem vários transportes que te levam lá: o micro onibus que mais parece um bondinho, chamado Fumacinha; tem também a Jardineira das Hortênsias que leva aos principais pontos turísticos de Gramado e passa por lá; e o Bustour, que é tipo um ônibus inglês de 2 andares, vermelho e que também leva ao Parque do Lago Negro.

Para quem tiver hospedado no Centro, próximo à Rua Borges de Medeiros, dá para chegar ao Parque do Lago Negro a pé, ou mesmo de bicicleta, apesar de ser uma boa subida. Acredito que o mais interessante seja ir a pé vendo as Hortênsias no caminho se for primavera ou verão. É uma subida bem bonita, cheia de árvores e belas casas com jardins muito bem cuidados, praticamente toda a cidade é assim, muito arborizada, florida, limpa e bem cuidada.

Fumacinha
Fumacinha

Onde ficar:

Gramado é um dos lugares com melhor infraestrutura turística do Brasil, tem hotéis e pousadas muito bem localizadas. Fiquei hospedada na Rede Laghetto. Uma rede com vários hotéis no Rio Grande do Sul. Todos ótimos! O que eu fiquei se chama Laghetto Premio e eu indico de olhos fechados, pois conta com funcionários bastante atenciosos, café da manhã de primeira e excelentes acomodações e localização. Pretendo voltar a Gramado com certeza, e quando voltar, quero ficar hospedada novamente nesse hotel.

Porém, posso indicar vários outros por informações coletadas antes da viagem: Hotel Casa da Montanha. Lindíssimo, e também no centro da cidade. E a Pousada Vovó Carolina, que é extremamente aconchegante, só de passar por perto você já sente o cheiro de cafezinho feito na hora.

Outra dica legal para quem for conhecer as Serras Gaúchas é se hospedar em Canela, que é uma cidadezinha linda também e fica a apenas 7 km de distância de Gramado. O preço das diárias costuma ser bem mais em conta.

Enfim, essa é minha dica, espero ter ajudado. Espero também que todos visitem Gramado e vejam que há um Brasil bem europeu em nosso país.

Bom galera, é isso. Espero muito que tenham gostado da estreia da nossa coluna Sua Viagem! Para saber mais sobre como participar e também mostrar para nós e o mundo aquele destino inesquecível que você foi, clique aqui. Se você acha que esse post pode interessar e/ou ajudar algum amigo, não deixe de compartilhá-lo. E para ficar por dentro de tudo o que rola em nosso blog, acompanhe-nos no Facebook, Twitter e Instagram.

Beijos e abraços.

CsV

Author

Designer, blogueiro e empreendedor por natureza, sou amante de fotografia, viagens e da boa culinária. Após meu primeiro intercâmbio, criei uma paixão por viagens. De lá pra cá foram 2 mochilões, 15 países conhecidos, fora as viagens no Brasil. Fascinado por experimentar novos sabores, adoro combinar e inventar novas receitas.

3 Comments

Deixe seu comentário: