Era manhã de um dia de julho, saímos bem cedo rumo a um paraíso que nunca tinha ouvido falar, a vila de São Jorge. Cravado no coração do Brasil, distrito da cidade de Alto Paraíso de Goiás, São Jorge é o principal destino para quem deseja conhecer a Chapada dos Veadeiros.

A vila teve a sua povoação iniciada por volta de 1912 devido ao garimpo de cristais de quartzo. Com a crise no garimpo, a região passou a ser descoberta por sua incrível beleza natural, e em 1961 ocorreu a implementação do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros.

Situada no mesmo paralelo que Macchu Picchu, a região da vila de São Jorge guarda uma das formações geológicas mais antigas do planeta, o que reforça a crença de uma vibração energética especial. Atualmente o lugar virou um destino místico, refúgio de comunidades alternativas de artistas, hippies, intelectuais, e de muita gente em busca de caminhos espirituais.

Estrada Chapada dos Veadeiros
Estrada Chapada dos Veadeiros

Leia Também:
– As Principais Dicas para Conhecer a Chapada dos Veadeiros
– Tudo sobre Cavalcante e a maravilhosa cachoeira de Santa Bárbara
– Todas as Dicas de Alto Paraíso na Chapada dos Veadeiros
– Veja todas as dicas do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

Aí entra meu choque cultural. Pode parecer bobagem, mas eu realmente achei que o lugar tinha uma energia muito forte. Chegamos numa quarta-feira, já a noite e a vila estava vazia, somente com pessoas que moravam ali. A maioria tinha dreads, fiquei meio perdida. Mas fui me acostumando e percebendo que as ruas de terra batida, as construções simples, a exuberância da natureza, a falta de luzes e poluição que tornam o céu de São Jorge magnífico, formam um clima de “Roça Zen”, de equilíbrio, que procura sempre preservar a natureza, e manter as origens do local.

Com uma população de 600 habitantes, a vila concentra suas atividades em receber turistas. A alta temporada na Chapada dos Veadeiros ocorre na época de estiagem (maio-setembro), tendo seu ápice no mês de julho, quando São Jorge recebe o Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros.

Como chegar:

São Jorge fica a 256km de Brasília, sendo que a melhor maneira para se chegar é de carro. Portanto a dica é: se possível alugue um carro. A rodovia que liga Brasília até Alto Paraíso, a estrada GO-118. A rodovia é cheia de radar e com um posto da polícia federal onde fomos parados numa blitz e multados por estar sem cinto no banco traseiro, portanto usem cinto! De Alto Paraíso, você deve pegar a estrada GO-239 até São Jorge, que atualmente esta com o asfalto novinho até a entrada da vila.

Para quem vai de ônibus, a principal viação que faz o trajeto de Brasília X Alto Paraíso X vila de São Jorge X Colinas do Sul, é a viação Santo Antônio. Os ônibus partem da Rodoviária do Plano Piloto em Brasília.

Outra alternativa é pedir carona. Há dois grupos no Facebook:Central de Carona do Festival de Cultura e o Conexão Chapada. Vale a pena dar uma olhada.

Estrada para vila de São Jorge Chapada dos Veadeiros
Estrada para vila de São Jorge Chapada dos Veadeiros

Onde ficar:

A arquitetura meio rústica toma conta das principais hospedagens de São Jorge. A vila possui boas opções de pousadas que podem ser encontradas com desconto pelo site do Booking. Como estávamos com o dinheiro contado, procuramos um camping com um bom custo x benefício. Primeiro visitamos o Camping Taiuá. Achei tudo de bom… Muitos chuveiros, um telão passando Discovery, várias camas e colchões espalhados pelo camping, tudo muito bem limpinho e bem cuidado. Porém o preço era 40 reais por pessoa, fora do nosso orçamento.

Armamos nossas barracas no camping dos sonhos, um lugar bem simples que só possuía chuveiro com água fria e cozinha de fogão a lenha. Ele ficava atrás de uma tapiocaria, em frente a Igrejinha de São Jorge. Na época pagamos 10 reais por pessoa, mas na nossa última viagem, passamos no camping para ver o valor, e já está R$ 20,00 por pessoa na alta temporada. O que não falta é opção de camping em São Jorge.

Veja + fotos.

Onde comer:

A vila possui alguns restaurantes, bares e lanchonetes. Comemos muito no Flor do Cerrado, um restaurante self-service de comida caseira típica. Gastava em média 15 reais por almoço.

Outra opção é a pizzaria Capadóccia que tem uma pizza feita no forno à lenha. Uma delícia! Para o café da manhã, a dica é o mercadinho de São Jorge que também serve sucos e sanduíches.

Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros:

Durante o mês de julho, São Jorge ganha um atrativo a mais. Um encontro anual que reúne diversos grupos de cultura tradicional popular de todo o país e uma aldeia multiétnica com índios de diferentes partes do Brasil. O Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros é uma referência no debate e proposição de ideias que favoreçam a criação e efetivação de políticas públicas voltadas às comunidades tradicionais brasileiras.

Durante o dia, as atividades ocorrem na aldeia multiétnica. Uma experiência inacreditável! Várias tribos indígenas do país, reunidas em um só lugar. Bem impactante! Ao mesmo tempo em que vimos crianças andando peladas, danças culturais e índio que nem falava português (principalmente as mulheres), vimos também como o sistema se apodera da cultura indígena. Tudo na aldeia é monetizado. A venda de artesanatos, a pintura corporal e até para tirar fotografias.

A noite, o centro da vila de São Jorge recebe shows de artistas de vários cantos do Brasil. Uma ótima oportunidade para descobrir novos estilos musicais. O Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros ocorre todo ano em julho, se tiver por lá essa época, não perca!

Encontro de culturas tradicionais da chapada dos veadeiros
Encontro de culturas tradicionais da chapada dos veadeiros
Encontro de culturas tradicionais da chapada dos veadeiros
Encontro de culturas tradicionais da chapada dos veadeiros
Encontro de culturas tradicionais da chapada dos veadeiros
Encontro de culturas tradicionais da chapada dos veadeiros

O que fazer na Vila de São Jorge:

Passear por suas ruas de terra batida, comprar artesanato, experimentar novos sabores, se encantar com o céu estrelado, e, claro, visitar e explorar o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, são algumas das coisas para se fazer em São Jorge. Para completar, a vila é cercada por vários outros atrativos naturais tão exuberantes quanto os do parque, sendo o melhor lugar para quem está sem carro se hospedar.

Cachoeiras da vila de São Jorge:

Vale da Lua:

  • Localização: 2 km da vila de São Jorge
  • Nível de dificuldade: Fácil
  • Trilha ida e volta: 1,2 km

São Jorge possui vários outros atrativos naturais ao redor da vila além do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Um dos pontos mais visitados da Chapada dos Veadeiros é o Vale da Lua. Localizado a 2 km de São Jorge pela rodovia GO-239, o Vale da Lua é um dos atrativos mais próximo, ideal para quem está a pé. A entrada custa na época era 10 reais por pessoa, atualmente pode-se esperar pagar uns R$ 20,00 por pessoa. Seu acesso é muito fácil, sendo um local ideal para crianças e famílias.

Veja + fotos.

O conjunto de formação rochosa com aparência de uma paisagem lunar, é escavado pelas corredeiras de água transparente do rio São Miguel, onde se formam belíssimas piscinas naturais. Este é o Vale da Lua! Por ser um local muito visitado, o ideal é chegar cedo para pegá-lo vazio.

Vale da Lua - Vila de São Jorge chapada dos veadeiros
Vale da Lua – Vila de São Jorge chapada dos veadeiros
Vale da Lua - Vila de São Jorge chapada dos veadeiros
Vale da Lua – Vila de São Jorge chapada dos veadeiros

Raizama:

  • Localização: 6 km da vila de São Jorge
  • Nível de dificuldade: Fácil
  • Trilha ida e volta: 2,5 km

Outra cachoeira perto de São Jorge é a Raizama. Localizada a 6km da vila, dentro de uma fazenda que possui um bar muito maneiro com um palco cheio de fotos de lendas do rock e instrumentos livres para quem quiser tocar, o acesso a Raizama também custa em média 15 reais, depende da época. Com diversos pontos para banho, a Raizama é diferente, porém muito bela. Situada quase que dentro de um cânion, com poucas partes recebendo sol, a cachoeira tem um charme particular e é um lugar ideal para fazer rapel.

Raízama
Raízama
Raízama
Raízama

Veja + fotos.

Morada do Sol:

  • Localização: 8 km da vila de São Jorge
  • Nível de dificuldade: Fácil
  • Trilha ida e volta: 4 km

Seguindo a estrada que leva à Raizama, um pouco mais à frente, está a Morada do Sol. Como de praxe, a entrada era 10 reais. Através de uma trilha leve de 1800m sendo quase toda ela plana, acessamos as piscinas naturais. Aconchegante! Esta é a palavra para Morada do Sol. As pedras margeiam o rio, te convidando para um banho de sol ou um simples descanso. Suas pequenas cachoeiras com água transparente fazem do lugar totalmente relaxante. Ideal para famílias e crianças.

Morada do Sol
Morada do Sol
Morada do Sol
Morada do Sol

Veja + fotos.

Vale das Pedras:

  • Localização: 5 km da vila de São Jorge
  • Nível de dificuldade: Fácil
  • Trilha ida e volta: 200 m

A 5km de São Jorge sentido Colinas, o Vale das Pedras é um rio paradisíaco onde se formam inúmeros poços cristalinos. Sem a necessidade de fazer trilha, foi o único atrativo de graça durante a viagem. Apesar do fácil acesso, locomover-se dentro do rio não é mole não. Vencer suas pedras é um desafio dolorido. Mas apesar de tudo, o Vale das Pedra é um lugar muito lindo, com diversas “hidromassagens” naturais. Muito agradável!

Vale das Pedras
Vale das Pedras
Vale das Pedras
Vale das Pedras

Cachoeira do Segredo:

  • Localização: 14 km da vila de São Jorge
  • Nível de dificuldade: Difícil
  • Trilha ida e volta: 14 km

Uma das trilhas mais longas da Chapada dos Veadeiros, a cachoeira do Segredo está a 14 km de carro de São Jorge. Uma estrada acidentada que cruza vários riachos e mais uma caminhada de 2 horas numa trilha de 6 km (só ida) cortando o rio São Miguel diversas vezes por dentro de uma mata densa, te levam a esse paraíso.

Veja + fotos.

Uma preciosidade! Escondida no meio da mata, por isso do seu nome, a cachoeira do Segredo tem um paredão de mais de 100m de altura e sua água escorre como um véu de noiva formando um gigante poço calmo e gelado. A cachoeira só recebe luz do sol no mês de outubro, ou seja, a água é realmente muito fria.

Cachoeira do Segredo
Cachoeira do Segredo
Cachoeira do Segredo
Cachoeira do Segredo

Mirante da Janela / Cachoeira do Abismo

  • Localização: 3 km da vila de São Jorge
  • Nível de dificuldade: Difícil
  • Trilha ida e volta: 8 km

O mirante da Janela possui uma das vistas mais espetaculares da Chapada dos Veadeiros. Para você realmente entender o que são as cachoeiras do Salto do Rio Preto no Parque Nacional, você tem que ir nesse mirante. A trilha tem um ganho de altitude considerável e pedras grandes, mas pelo caminho, na época de chuvas, é possível se refrescar na cachoeira do Abismo. Para quem não tem experiência com trilhas é recomendável contratar um guia.

Mirante da Janela

Encontro das águas

  • Localização: 20 km da vila de São Jorge
  • Nível de dificuldade: Fácil/Moderado
  • Trilha ida e volta: 4 km

O encontro dos rios São Miguel, um dos mais importantes da Chapada, e do Tocantizinho, um dos principais formadores do Tocantins, é um espetáculo a parte. Entre pequenos cânions, o São Miguel despeja suas águas no Tocantinzinho e os dois seguem conectados, jorrando em corredeiras de água cristalina. No percurso, há muitas pequenas praias gostosas para um banho. O acesso ao local é pela Fazenda Novo Horizonte, na estrada para Colinas. A trilha é de fácil a moderado e possui dois trajeto. Quem quiser ir ver o encontro das águas do mirante vai ter que andar um pouco mais. Mas para ir só para as praias que se formam, nem é preciso caminhar toda a trilha. A entrada custa R$ 20,00

Encontro das Águas
Pôr do Sol no Encontro das Águas

Águas Termais

  • Localização: 15 km da vila de São Jorge

O Éden Spa, além de ser uma pousada, também oferece 3 piscinas artificiais em estilo rústico, sobre mina de água quente, dentro de uma mata. Para completar, o espaço também possui uma sauna seca. Um Localização: 15 km da vila ótimo passeio para final de tarde e noite, depois de uma longa caminhada. Eles ficam abertos até as 23hs. O espaço fica a 15 km da vila, sentido Colinas do Sul.

Águas Termais – Foto Éden Spa

Outras dicas:

São Jorge conta com uma boa estrutura para receber os turistas. Além de pousadas e restaurantes, a vila tem serviços como agências turísticas, farmácia, polícia, posto de saúde e até uma lan house. Porém falta bancos, mecânicos, hospital e alguns outros serviços, que podem ser encontrados em Alto Paraíso.

Guia Online da Chapada dos Veadeiros

Agora que você já sentiu um pouquinho do que te espera em Alto Paraíso na Chapada dos Veadeiros, temos uma novidade para você! Depois de 3 viagens para esse paraíso, muita pesquisa e várias parcerias com pessoas que moram e trabalham na região, juntamos todas as informações necessárias para quem quer conhecer a Chapada dos Veadeiros em uma guia online com mais de 70 páginas de informações completas e atualizadas.

Todo o conteúdo foi organizado de forma lógica e clara. O guia tem informações práticas sobre as cidades, mais de 30 atrativos naturais com links para a rota no Google Maps, 12 roteiros prontos, mapas, planejamento, tabela de custos, dicas de segurança e muito mais. Um conteúdo inédito, preparado especialmente para quem quer ir à Chapada dos Veadeiros, mas não sabe por onde começar.

E sabe o que é melhor? Quem comprar o guia ainda ganha uma consultoria grátis com a gente para ajudar a planejar e montar o melhor roteiro para a sua viagem. Agora ficou fácil conhecer a Chapada dos Veadeiros.

Então não perca tempo e aproveite a nossa promoção de lançamento. O Guia Online da Chapada dos Veadeiros está saindo somente a R$25,00. E nós ainda garantimos 100% de satisfação na compra do guia. Caso dentro de 15 dias após a compra do guia você ache que não valeu o investimento, nós devolvemos o seu dinheiro sem questionamentos e sem ressentimentos. 

Eu Quero o Guia

 

Veja + fotos.

Curtiu o post?

Então não deixe de compatilhá-lo e seguir a gente no Facebook, e Instagram, temos muitas dicas legais pra dar!

Beijos e abraços.

CsV

Author

Carioca da clara, essa taurina apaixonada por design e mídias sociais é curiosa por natureza e analisadora de pessoas por mania. Ama se comunicar e viajar (para qualquer lugar que seja), de comer bem, de moda e principalmente de gente.

14 Comments

  1. Lais, se eu viajar sozinha, tem como entrar no parque e fazer as trilhas fáceis sem obrigação de contratar guia? Pq tenho lido q é obrigatório ser guiado. :/

    • Oi Érika, então, na época em que nós fomos era preciso ter um guia para entrar no parque. porém parece que atualmente não está mais sendo exigido o guia não. As trilhas estão todas marcadas.

      Espero ter ajudado. Se precisar de mais alguma coisa é só falar. 😉

  2. Flávio de Jesus Reply

    Eu ainda não fui na chapada, tenho muita vontade, e como pretendo ir, lí suas dicas. Gostei muito do blog. Efifiente!!!

    • Oi Flávio! Tudo bem? Adoramos saber que você curtiu o blog! Esperamos poder te ajudar com as dicas, e se tiver qualquer dúvida é só perguntar que a gente responde. Pode armar a viagem pq é sucesso garantido, vai amar! Bjos!!!

  3. Oi, adorei as dicas! Fiquei com mais vontade de ir agora no Carnaval. É possível contratar um guia? Pretendo alugar um carro, mas tenho medo de perder muito tempo perdida pelo caminho. Lembro que na Chapada Diamantina tinha uma associação de guias em que voce podia entrar em contato diretamente cm eles, vocês conhecem isso na Chapada do Veadeiros?

    • Oi Liana, tudo bem? Muito bom saber que gostou de nossas dicas, um indício de que estamos no caminho certo. Então, no geral as estradas eas trilhas estão muito bem sinalizadas. Ou seja, a maioria das cachoeiras não é necessário contratar um guia, é possíveel chegar sozinho tranquilamente. Mas sempre tem aquelas onde é obrigado a ter o guia, como é o caso do Parque Nacional, a cachoeira Santa Bárbara e a Catarata dos Couros. Para contratar o guia, você pode entrar em contato com o Centro de Atendimento ao Turista de Alto Paraiso, o número é 062 3446-1159. Com eles você consegue todas as informações necessáriaas e também é possível já reservar algum guia. Bom acho que é isso, espero ter ajudado.

      Só mais uma coisa. Se você for reservar sua pousada pelo Booking, te peço encarecidamente que reserve através do nosso blog ou desse link aqui: http://www.booking.com/searchresults.pt-br.html?region=5364;aid=810667. Temos uma parceria com o Booking que a cada reserva feita pelo nosso site ganhamos uma comissão e você não paga nada a mais por isso, só ajuda a desenvolver o blog. ???? E se tiver mais alguma outra dúvida é só perguntar.

    • Que linda!!! Obrigada você por confiar nas nossas dicas! Sempre que precisar é só falar. Mil beijos!

  4. Olá, to aqui já viajando só com as dicas de vcs! Vou sozinha, sozinha e chego amanha dia 15/04 em Brasília e nao programei nada, só um passeio de balão rs… nao vejo a hora! Minha maior duvida é por onde começar, vou ficar de 10 à 13 dias por lá, qual vilarejo vcs me recomendam a começar? Alto Paraíso, São Jorge ou Cavalcante?
    Como dia 18 já começa o feriadao de Tiradentes me preocupa se as cachoeiras mais tops como santa Bárbara e vale da lua podem estar lotadas. O que vcs acham? Me ajudem!!!!!
    Agradeço já e parabenizo as dicas! Demais!

    • Oi Luciane. Então, a cidade de entrada da Chapada dos Veadeiros para quem vem de Brasília é Alto Paraíso, é uma cidade pequena e muito pacata. Nós só conhecemos uma cachoeira la, a Anjos e Arcanjos, bem bonita. No geral, passamos mais tempo na vila de São Jorge que fica a uns 36 km de Alto Paraíso (acho que é o melhor lugar para ficar mais tempo, principalmente se estiver a pé).

      Cavalcante nós só passamos dois dias, fomos somente para conhecer a cachoeira Santa Bárbara,o que vale muito a pena. Mas tudo mundo fala que tem muitas outras cachoeiras lindas por lá. Feriado deve encher sim! As cachoeiras de mais fácil acesso como o Vale da Lua e o também o próprio Parque, costumam ficar bem cheios. Te indicaria a ir direto para São Jorge, e já conhecer o Parque, o Vale da Lua, e as cachoeiras da fazenda São Bento. Durante o feriado vá nas cachoeiras menos buscadas, como a cachoeira do Segredo, ou as de Alto Paraíso, como a Anjos e Arcanjos (quando fomos nela, ficamos sozinhos). Deixe para ir para Cavalcante já no final, acredito que a logistaica assim faça mais sentido.

      A Chapada dos Veadeiros é mmuito grande, são muitas cachoeiras, você vai ficar encantada. A melhor dica que posso dar é: converse com os locais e peça dicas para eles, a maioria está sempre disposta a ajudar.

      Bom acho que é isso. Espero que curta muito. Boa Viagem!

  5. Rafa Rocha Reply

    Oi Lais!
    tava olhando o roteiro de viagem à Chapada doa Veadeiros e queria saber se vc tem o contato do camping bom negócio de Alto Paraíso( o que fica atrás da tapiocaria). Eu só tenho duas noites para ficar por lá, vc acha que vale a pena?
    Se puder ajudar, agradeço!

    • Oiii Rafa tudo bem? Então, infelizmente nós não temos o contato do camping. O camping era muito simples, era o quintal de uma família humilde. Para lhe falar a verdade, acho que nem tinha telefone. A área para camping é bem grande e é muito difícil ficar cheio. Além disso, a Vila de São Jorge possui muitos outros campings tão acessíveis quanto esse. Nós achamos super de boa chegar na vila sem ter nada reservado, encontramos o camping em menos de uma hora de procura.

      A Chapada dos Veadeiros sempre vale a pena conhecer, mesmo que seja por pouco tempo. Dois dias daria para fazer dois passeios por lá. Poderia conhecer todas as atrações do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, ou mesmo as cachoeiras Almécegas e o Vale da Lua.

      Acho que é isso. Se tem a chance em conhecer esse paraíso, não perca! 😉

      Espero ter ajudado. Qualquer outra dúvida é só perguntar.

  6. Claudia Maggioni Reply

    Oi Lais! Excelente as dicas sobre a Chapada dos Veadeiros! Já comecei a montar meu roteiro para julho. Fui me janeiro para a Chapada Diamantina e voltei apaixonada! O lugar é lindo demais, rico em belezas naturais e histórias da exploração de diamantes.
    Quando fizer as reservas no Booking, como eu cito vocês?
    Abraços e ótimas viagens!

    • Oi Claudia, tudo bem? Muito legal você ter ido para a Chapada Diamantina, curtiu muito por lá? Nós temos muita vontade de ir pra lá! Deve ser extremamente lindo…

      A Chapada dos Veadeiros nós podemos garantir que vai ser uma experiência mágica. Qualquer dúvida que você tiver sobre lá pode perguntar pra gente que tentaremos ajudar! Nós temos uma parceria com o booking, que a cada reserva feita a partir dos links em nosso site ganhamos uma comissão e você não paga nada a mais por isso. Você pode utilizar tanto os links dos posts, como as caixas de pesquisa a direita e no final do blog, ou mesmo acessar esse link aqui: http://www.booking.com/searchresults.pt-br.html?region=5364;aid=810667
      Beijos, abraços e muitas viagens para nós!!CsV
      Dessa maneira você vai está nos ajudando muito!

Deixe seu comentário: