Quem nunca dormiu naquela aula de história do colégio sobre as cidades históricas mineiras? Ou mesmo durante aquela aula de literatura que explicava as artes barrocas? É impressionante como, tanto a história, quanto a arte, quando vivenciados de perto ficam muito mais interessantes. Bem, claro que toda aula tem seu valor. Mas quando viajamos e somos guiados por pessoas que conhecem bem a história do lugar, aprendemos de uma forma bem mais descontraída. Assim foi que começamos a conhecer mais da história mineira e dos encantos de São João del Rei e de Tiradentes.

Esse ano tivemos a oportunidade de participar do II Encontro de Inverno de Blogueiros de Viagem realizado na cidade histórica de São João Del Rei. O evento organizado pelo grande Antonio Romulo do blog Retrip, reuniu 17 blogs de viagem e promoveu palestras, aprendizados e muita troca de informação entre os blogueiros. Além é claro, de ter nos proporcionado a oportunidade de explorar uma das maiores cidades históricas mineira e um dos centros históricos de arte barroca mais bem conservados do Brasil, a cidade de Tiradentes.

São João Del Rei:

Apesar do crescimento da cidade, a tradição, as histórias e as lembranças da época do Brasil Colônia, ainda estão vivas no Centro Histórico de São João del Rei. Por ali habitam belos sobrados e casarões, como o Solar dos Neves, a casa onde cresceu o ex-presidente Tancredo Neves. Claro que eu não podia deixar de citar as inúmeras Igrejas revestidas a ouro e muita obra barroca. E para completar a viagem no tempo, a charmosa Maria Fumaça ainda faz o percurso de São João del Rei a encantadora cidade de Tiradentes.

Se São João del Rei falasse, seria muita história para contar. Mas há quem diga que a cidade fala. São João del Rei é conhecida como “a cidade dos sinos que falam”. Não é à toa que o costume de repicar os sinos das igrejas, seja para anunciar a hora da missa, ou mesmo se haverá procissão, ou ainda um funeral, é mantido até hoje. Os moradores afirmam que é possível ficar sabendo se o falecido era homem ou mulher, o horário do enterro, o horário da missa, se a missa é festiva, e até quem será o celebrante. Tudo isso pelo repique dos sinos. Enfim, é como dizem os moradores, os sinos de São João del Rei são verdadeiras “gazetas de bronze” que noticiam os acontecimentos religiosos diariamente. É realmente impressionante!

Centro Histórico de São João del Rei - Mg
Centro Histórico de São João del Rei – Mg
Centro Histórico de São João del Rei - Mg
Centro Histórico de São João del Rei – Mg

Como chegar:

São João del Rei fica localizada em Minas Gerais na Bacia do Rio Grande, numa região conhecida como Campo das Vertentes, por causa de seu relevo formado pela Serra da Mantiqueira. Além de ser uma das maiores cidades mineiras do Séc XVIII, São João del Rei é um polo para as cidades do sudeste e sul de Minas Gerais, e conta inclusive com um aeroporto.

Há alguns anos atrás a Azul chegou a operar alguns voos de Congonhas para São João del Rei através da companhia Trip. Mas infelizmente, por falta de demanda, esse trajeto acabou. Portanto, aeroporto mais próximo fica em Belo Horizonte, a mais ou menos 200 km. Já as cidades do Rio de Janeiro e São Paulo ficam a 336 km e 469 km, respectivamente. E para tornar tudo mais fácil, as três capitais possuem linhas de ônibus para São João del Rei operando diariamente. A viação Sandra realiza o trajeto a partir de Belo Horizonte. Já a empresa Paraibuna tem linhas saindo do Rio de Janeiro. E a partir de São Paulo é mais fácil ainda. Duas empresas fazem o trajeto: a Útil e a Expresso Gardênia.

Onde ficar:

O desenvolvimento de São João del Rei foi imenso em todos âmbitos. Logo, a cidade conta com uma ótima infraestrutura de hotéis e pousadas para receber o turista. São opções para todos os gostos e bolsos. O site do Booking tem uma lista de ofertas com descontos, vale a pena dar uma olhada.

Nós ficamos hospedados no Solara Hotel por causa de uma parceria que conseguimos através do evento II Encontro de Inverno de Blogueiros de Viagem. Muito bem localizado, a apenas uns 10 minutos de caminhada do centro histórico, o Solara Hotel possui uma arquitetura colonial que dá todo o charme ao local. Além de sua localização, outro ponto forte do hotel é seu atendimento. Todos os funcionários são super atenciosos e simpáticos. O café da manhã nem se fala. Aquela coisa típica de Minas Gerais. Uma fartura de suco, leite, iogurte, frutas, pães, queijos, bolos, geleias … E é claro, muito pão de queijo. Isso não pode faltar! Tudo muito gostoso!

– Veja Mais Fotos de São João del Rei-Mg.

Os quartos também são bem confortáveis, tudo muito limpo, mas alguns são um pouco barulhentos durante o dia. Por serem virado para as áreas em comum do prédio, é possível ouvir as pessoas conversando. Ou seja, se puder escolher, pegue os quartos da frente. Mas apesar disso, nós tivemos uma ótima estadia por lá. E você pode ter certeza que realmente recomendamos o Solara Hotel.

Solara Hotel
Solara Hotel
Solara Hotel
Solara Hotel

Onde comer:

Comer nunca é problema em Minas Gerais, a não ser que você seja vegetariano. Mas ainda assim, pode ter certeza que você vai ter fartura. Parece que o lema do estado é: “Minas Gerais: tradição, história e 2kg a mais”. O tanto que você come não está no gibi.

E assim também é em São João del Rei. A cidade conta com vários restaurantes e barzinhos bem agradáveis. Como nosso tempo foi bem corrido (só tivemos um final de semana), toda a parte gastronômica da viagem ficou por conta das parcerias do II Encontro de Inverno de Blogueiro de Viagens. E posso garantir que nosso anfitrião, soube escolher muito bem os parceiros do evento. Tivemos três experiências gastronômicas magníficas.

– Veja Mais Fotos de São João del Rei-Mg.

No primeiro dia almoçamos no magnífico Garden Hill Small Resort. Um lugar que possui uma infraestrutura incrível que conta até com um campo de golfe. Assistimos duas palestras fantásticas numa sala do hotel, uma da Cris Marques do blog Dentro do Mochilão e outra do Fábio Lima do blog Intrip. Depois caímos de boca num típico almoço mineiro no restaurante do hotel. Uma delícia! O restaurante serve almoço de 12h às 15h e janta de 19h às 22h.

Nosso jantar nesse dia não foi bem uma janta. E sim deliciosos petiscos acompanhados de uma cerveja gelada em um cenário antigo, com decorações bem retro e um ambiente aconchegante embalado por um show de chorinho. Assim é o Bistrô Solar da Baronesa. E para completar, da sacada do bistrô se tem a vista da Igreja Nossa Senhora do Carmo, uma das igrejas mais bonitas de São João del Rei. Um lugar que super indicamos e que tivemos uma noite sensacional.

Bistrô Solar da Baronesa
Bistrô Solar da Baronesa
Bistrô Solar da Baronesa
Bistrô Solar da Baronesa

Agora o almoço de domingo foi algo realmente surpreendente. Uma verdadeira orgia gastronômica comandada pelo restaurante Dedo de Moça. Com um menu degustação inovador, o restaurante consegue apresentar as delicias mineiras de forma elegante e sofisticada, sempre procurando valorizar os ingredientes e produtores locais. A degustação começa simplesmente com magníficos canapés de banana da terra com geleia de pimenta e queijo cremoso. Aí segue com uma invenção da casa, o Acarajé Mineiro. Um bolinho de acarajé feito sem o dendê com recheios adaptados ao mineres. O terceiro prato também é uma invenção da casa muito bem pensada, o fondue mineiro. O prato vem linguiça, torresmo, couve e quiabo frito para mergulhar no tradicional e delicioso angu mineiro.

– Veja Mais Fotos de São João del Rei-Mg.

Acha que acabou? Acabou nada. Ainda tem o prato principal, o Filé Fome de Queijo. Um suculento bife de dois dedos ao molho de tomate com manjericão coberto com o delicioso queijo Catauá, produzido na própria região de São João del Rei. É de dar água na boca. E para completar, não podia faltar a sobremesa, morangos ao vinho tinto e especiarias. Fala a verdade, é ou não é uma orgia gastronômica? Logo, se você visitar São João del Rei, não deixe de experimentar esse menu.

Fondue Mineiro
Fondue Mineiro
Filé
Filé Fome de Queijo

O que fazer:

Centro histórico:

Adivinha qual é a principal atividade no centro histórico de São João del Rei? Conhecer Igrejas. Ótimo para quem quer pagar os pecados. Como na maioria das cidades históricas mineiras, havia uma briga entre as famílias, e para mostrar a importância e a influência de cada uma delas, muitas financiavam a construção de igrejas. Por isso que é muito comum cidades históricas com muitas igrejas.

São João del Rei é uma dessas cidades. É tanta Igreja que é fácil perder a conta. Mas as 4 principais e mais famosas ao redor do centro histórico são: Igreja de São Francisco de Assis; Catedral Nossa Senhora do Pilar; Igreja Nossa Senhora do Carmo; e a Igreja Nossa Senhora do Rosário. Das quais todas valem a visita, sendo que aos domingos ocorre uma missa na Igreja de São Francisco de Assis com direto a música barroca e tudo. Além das belíssimas e imponentes igrejas, o centro histórico de São João del Rei também encanta pela a arquitetura colonial e seus belos casarões e solares.

Igreja
Cadetral Nossa Senhora do Pilar
igr
igreja Nossa Senhora do Rosário
Centro Histórico São João del Rei - Mg
Centro Histórico São João del Rei – Mg

Lendas São Joanenses:

Agora para tudo! Quem visitar São João del Rei, tem que ver esse espetáculo. Foi um dos melhores programas que nós fizemos nessa viagem. As Lendas São Joanenses é um espetáculo teatral baseado em 7 contos de um livro de Lincoln de Souza (um escritor da cidade) que se passa a noite no centro histórico da cidade. É realmente impressionante, os atores são muito bons. Mas atenção! Não é recomendado para quem tem problemas cardíacos. Brincadeirinha. É que todos os contos têm um lado sombrio, mas nada que uma criança de 10 anos assista sem medo. O espetáculo é realizado pela agência de turismo receptivo Rumos e Rotas, e geralmente acontece uma vez ao mês no 3º sábado, ou em feriados prolongados. Também é possível reservar o espetáculo para grupos fechados. Para saber mais entre no site da agência.

– Veja Mais Fotos de São João del Rei-Mg.

Lendas São Joanenses
Lendas São Joanenses
Lendas São Joanenses
Lendas São Joanenses

Serra do Lenheiro:

Sabe aquele passeio que poucos turistas sabem que existe? Bem, assim é a Serra do Lenheiro. Como o que se vende do turismo de São Joao del Rei é mais a parte histórica do Brasil colônia, muitas pessoas que visitam a cidade nunca ouviram falar sobre lá.

A Serra do Lenheiro fica localizada ao noroeste de São João del Rei, em uma região formada por quartzito com grandes blocos de pedras chamados de Pontões e uma vegetação típica de cerrado onde se formam nascente de riachos e ribeirões. Além de ser uma área de imensa importância natural, também é uma região com um valor histórico imenso. Tanto por suas rochas, que segundo estudos há grandes evidência de que a serra já esteve no fundo do oceano há mais de bilhões de anos atrás, e tanto por que a Serra do Lenheiro guarda pinturas rupestres feitas por tribos nômades a cerca de 6 a 9 mil anos atrás.

– Veja Mais Fotos de São João del Rei-Mg.

Ou seja, é um passeio superinteressante. Ele também é realizado pela agência Rumos e Rotas (veja mais), mas exige uma pequena trilha para se chegar até as pinturas, nada demais. Em nosso grupo tinha uma grávida de 7 meses que com cautela, paciência e a ajuda do grupo, conseguiu chegar até o local sem problemas. E para completar o passeio, além das pinturas rupestres, também se tem uma vista deslumbrante da região.

Serra do Lenheiro
Serra do Lenheiro
Pinturas Rupestres Serra do Lenheiro
Pinturas Rupestres Serra do Lenheiro
Serra do Lenheiro
Serra do Lenheiro
Visual Serra do Lenheiro
Visual Serra do Lenheiro

Passeio de Maria Fumaça para Tiradentes:

Claro que não pode faltar o passeio de Maria Fumaça para Tiradentes, um dos passeios de trem mais charmoso do Brasil. Além de o todo o visual do trajeto ser bastante bonito, o passeio te leva a uma das cidades históricas mineira mais encantadora e bem preservada. E advinha o que se tem para fazer em Tiradentes? Conhecer mais igrejas. Brincadeiras à parte, mas Tiradentes realmente é encantadora. Bem menor que São João del Rei, mas com sua arquitetura colonial barroca muito mais preservada. É uma cidade que realmente encanta o turista. Mas isso deixaremos para contar em outro post.

– Veja Mais Fotos de São João del Rei-Mg.

Passeio de Maria Fumaça
Passeio de Maria Fumaça
Passeio de Maria Fumaça
Passeio de Maria Fumaça

Bem amigos, acho que deu para sentir um pouco dos encantos de São João del Rei. Em outro post mostraremos todas as belezas de Tiradentes. Mas por enquanto, se você acha que esse artigo te ajudou e pode ajudar algum amigo ou parente a conhecer mais sobre as cidades históricas mineiras, não deixe de compartilhá-lo. E para saber todas as novidades que rola no Casal só Viagem, nos acompanhe no Facebook, Twitter e Instagram.

Beijos e abraços.

CsV

eibv2

Blogs Participantes

Casal Só Viagem | Coisos on the go | Contando as Horas

D&D Mundo Afora | Dentro do Mochilão | Devaneios de Biela

Freitas para o Mundo | Gastando Sola Mundo Afora | Intrip

 Juntando Mochilas | Luana Prazeires Collection | Retrip Viagens

Tá indo pra onde?  | Trilhas e Aventuras | Viagem de fuga

Viajando no Blog |  Viajante Solo

Apoios #ap

Solara Hotel | Garden Hill Small Resort | Restaurante Dedo de Moça

Queijo Catauá | Rumos em Rotas | Imperial Estanhos | Café Caramello

O Bistro | Chokolateria | Ferrovia Centro Atlântica | Cachaçaria Alferes

Author

Designer, blogueiro e empreendedor por natureza, sou amante de fotografia, viagens e da boa culinária. Após meu primeiro intercâmbio, criei uma paixão por viagens. De lá pra cá foram 2 mochilões, 15 países conhecidos, fora as viagens no Brasil. Fascinado por experimentar novos sabores, adoro combinar e inventar novas receitas.

Comments are closed.