Criado em 1961 após a crise do garimpo de cristais de quartzo, o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros foi declarado Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO em 2001. Localizado no nordeste do estado de Goiás, o parque protege uma área de mais de 65.000 hectares de cerrado de altitude que abrange os municípios de Cavalcante, Alto Paraíso e o distrito de São Jorge.

Refúgio de animais ameaçados de extinção, o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, guarda formações vegetais únicas, rochas com mais de um bilhão de anos, centenas de nascentes e cursos d’água, e paisagens espetaculares.

Principal atração da Chapada dos Veadeiros, o Parque Nacional recebe por ano quase 21 mil pessoas, sendo 4 mil delas só no mês de julho, o mais movimentado. De maio a setembro é o período de estiagem, as cachoeiras ficam mais acessíveis, havendo menos risco de tromba d’água, sendo a melhor época para visitar o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros.

Trilha Parque Nacional Chapada dos Veadeiros
Trilha Parque Nacional Chapada dos Veadeiros

Como chegar:

Localizado no povoado de São Jorge, a 256 km de Brasília, o acesso ao Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros pode ser feito pela rodovia GO-118 até Alto Paraíso, de onde se tem que pegar a estrada GO-239 sentido São Jorge. A entrada do parque fica a 800 metros do centro da vila.

Há uma linha de ônibus da viação Santo Antônio que faz o trajeto Brasília X Alto Paraíso X São Jorge duas vezes por dia. Mas atenção! Os ônibus saem da Rodoviária do Plano Piloto de Brasília.

Veja + fotos de Parque Nacional Chapada dos Veadeiros.

Estrada Chapada dos Veadeiros
Estrada Chapada dos Veadeiros

Onde ficar:

O povoado de São Jorge possui algumas boas opções de hospedagem, tudo num estilo mais rústico, numa pegada zen. Alto Paraíso é onde se concentra a grande maioria das pousadas da região, tendo bastante opção para todos os gostos e preços. Pelo site do Booking é possível achar várias hospedagens com desconto.

Acesso ao Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros:

A entrada do parque é grátis, só sendo exigido a contratação de um guia credenciado. É possível encontrar vários na portaria. Nós pagamos em torno de 120 reais por um grupo de 11 amigos, para fechar com um dos guias mais antigos do parque, o Sr Wilson. Um coroa muito gente boa que conhece o lugar como a palma da mão e nos colocou em várias boas. Fica a dica! Só perguntar por ele que todo mundo conhece.

Veja + fotos de Parque Nacional Chapada dos Veadeiros.

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros fica aberto de terça a domingo, sendo a entrada somente permitida de 08:00 às 12:00 horas, e a saída até as 18:00 horas. O acesso de visitantes é limitado a mais ou menos 500 pessoas por dia, portanto chegue cedo, principalmente em alta temporada.

Atrações:

Atualmente o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros possui 4 trilhas abertas ao público que levam a vários atrativos encantadores. A Trilha da Seriema é a de mais fácil acesso, e é ideal para idosos e crianças. Uma trilha de 800 metros ida e volta, bem plana e toda marcada, te leva ao córrego rodoviarinha, onde possível tomar banho na época de chuvas. Em compensação, a Trilha das Setes Quedas é só para os mais aventureiros mesmo. Uma travessia de 23,5 km que pode ser percorrida em dois ou três dias. Esse passeio só ocorre na época de estiagem e é necessário fazer reservas. Para mais informações veja o site do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros.

As outras duas trilhas levam aos principais atrativos do parque e são as mais procuradas. Como só tínhamos um dia para explorar o Parque Nacional, tivemos que escolher qual trilha faríamos. A Trilha do Salto é um dos cartões postais da Chapada dos Veadeiros. O percursor bem íngreme de 11 km, ida e volta, te leva até o Mirante do Salto de 120 metros do Rio Preto, o ápice da trilha, e depois vai em direção ao salto de 80 metros onde é possível se banhar.

Mirante Salto do Rio Preto
Mirante Salto do Rio Preto

Infelizmente não pudemos conhecer o Mirante do Salto do Rio Preto, mas todos dizem que é incrível! Mesmo sabendo que não poderíamos visitar o Cânion 1, pois um pato que está em extinção estava chocando, optamos pela Trilha dos Cânions. Esse percurso de 11 km, ida e volta, te leva a 2 Cânions e a cachoeira Carioquinhas, e é ideal para quem prefere nadar e relaxar em cachoeiras.

Veja + fotos de Parque Nacional Chapada dos Veadeiros.

Visitamos o Parque Nacional em um final de semana, ou seja, estava lotado. Nossa sorte que tínhamos o Sr Wilson! Sabendo o caminho mais comum que todos os guias fazem, ele fez o inverso. Começamos pela magnífica cachoeira das Carioquinhas. Uma das cachoeiras mais gostosa que fomos durante a viagem pela Chapada dos Veadeiros, e graças ao Sr. Wilson podemos aproveitá-la ainda vazia. Só é preciso cuidado ao chegar, pois é uma descida bem íngreme por entre as pedras.

Carioquinhas
Carioquinhas
Carioquinhas
Carioquinhas

Todo caminho pelo Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros é maravilhoso, são várias paisagens espetaculares. Nosso próximo destino, o Cânion 2, também era incrível. O visual da chegada pela parte alta do Cânion é fantástico. Vale a pausa para algumas fotos e um momento de contemplação.

Veja + fotos de Parque Nacional Chapada dos Veadeiros.

A parte baixa também é maravilhosa, e possui uma pedra de uns 6m ideal para alguns saltos. E dessa vez o Sr Wilson nos surpreendeu, acho que nem ele esperava por isso. Não havia ninguém na cachoeira. Somente nosso grupo. Foi uma tarde sensacional.

Cânion 2
Cânion 2
Cânion 2
Cânion 2
Galera com Sr Wilson
Galera com Sr Wilson

Para mais informações sobre o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros veja o site oficial. Não deixe de ver nossas dicas sobre a vila de São Jorge, Alto Paraíso e Cavalcante.

Veja + fotos de Parque Nacional Chapada dos Veadeiros.

Curtiu o post?

Então não deixe de compatilhá-lo e seguir a gente no Facebook, Twitter e Instagram, temos muitas dicas legais pra dar!

Beijos e abraços.

CsV

Author

Designer, blogueiro e empreendedor por natureza, sou amante de fotografia, viagens e da boa culinária. Após meu primeiro intercâmbio, criei uma paixão por viagens. De lá pra cá foram 2 mochilões, 15 países conhecidos, fora as viagens no Brasil. Fascinado por experimentar novos sabores, adoro combinar e inventar novas receitas.

4 Comments

  1. Manu Gaillat Reply

    Olá!! Belo relato sobre a Chapada!! 🙂
    Deixa eu perguntar… Esse camping a R$10,00 que vocês acharam em São Jorge… tem nome? telefone? hahaha… Se puderem me passar, ficaria agradecida!
    Tô indo pra Chapada mês que vem e tô em dúvida se alugo ou não um carro porque o orçamento tá baixo… Me falaram que em épocas ”cheias”, como Carnaval e Encontro de Culturas, rola muita carona por lá para as cachoeiras e tal…
    Vi que para chegar em algumas, são trilhas bem distantes, mas que dá pra fazer… Vocês acham que vai ficar muito difícil sem carro?

    Gratidão!!

    • Oi Manu. Que bom que gostou do post. Então, como nesta viagem ainda não tínhamos a ideia do blog, não anotamos contatoa e nem o nome do camping (na verdade nem tinha nome). Mas o camping fica localizado bem em frente a Igrejinha da vila de São Jorge, atrás de uma tapiocaria. Acredito que não tenha erro, basta achar a igreja, que fica numa esquina.

      Quanto ao carro é realmente um adianto e tanto. A Chapada dos Veadeiros engloba mais de 5 cidades e as trilhas são tudo bem distante das cidades, sendo várias impossivel de ir a pé. Na alta temporada é bem possível arrumar carona sim, principalmente nos finais de semana que muito gente de brasília frequenta a cidade. É ainda mais fácilse vc estiver sozinha. Espero que tenha ajudado. Se tiver mais alguma dúvida é só perguntar

  2. Ola! Estou planejando ir para a chapada e gostaria de saber se vcs fecharam algum pacote ou foram por conta própria mesmo. Sou de São Paulo capital e achei alguns, porém não sei se são confiáveis.

    Obrigada!

    • Oi Amanda, desculpe pela demora na resposta. Então, nós fomos por conta própria mesmo. Na cidade de alto Paraíso e na Vila de São Jorge é possível pegar todas as informações necessárias para conhecer as cachoeiras, e se quiser, fechar alguns passeios guiados nas agências de turismo. O site http://chapadadosveadeiros.com.br possui muitas informações de acomodações e das atrações turísticas, vale a pena dar uma olhada. Nossa maior recomendação é que se alugue um carro em Brasília. As cachoeiras são todas distantes das cidades, sem carro é bem difícil explorar a chapada. Se tiver qualquer outra dúvida nos procure. Espero ter ajudado.

Deixe seu comentário: