Que tal conhecer um cantinho do Rio de Janeiro que além da espetacular vista panorâmica de 360º, também é um lugar onde ferve cultura desde a Belle Époque carioca? Pois assim é o centro cultural municipal Parque das Ruínas, um espaço que promove diversas atividades culturais com uma programação constante e variada.

Um lugar ainda pouco explorado no Rio de Janeiro, inclusive pelos próprios cariocas (confesso que ainda não conhecia), o Parque das Ruínas fica situado nos resquícios do que sobrou de um Casarão que recebia várias pessoas ilustres como Villa Lobos nos anos 20. O local foi restaurado em 1996 num projeto arquitetônico que manteve as paredes de tijolos de um casarão neocolonial e agregou um ar contemporâneo com estruturas metálicas e vários vidros que além de sustentarem as paredes, possibilitam que se ande por entre as ruínas até se atingir um mirante com um incrível visual da Cidade Maravilhosa.

Visual do Parque das Ruínas
Visual do Parque das Ruínas
Vista Mirante Parque das Ruínas
Vista Mirante Parque das Ruínas

Leia Também:
– Tudo sobre o Espetacular Parque da Cidade em Niterói
– Conheça o Parque Penhasco Dois Irmãos no Rio de Janeiro
– Todas as Dicas sobre o Parque da Catacumba na Lagoa Rodrigo de Freitas

Um pouco da história do Parque das Ruínas:

As ruínas do parque são apenas alguns pedaços do que sobrou do Palacete Murtinho Nobre erguido por volta de 1900. Residência da grande mecenas da Belle Époque carioca, Laurinda Santos Lobo, também conhecida como “marechala da elegância”, o palacete foi ponto de encontro do modernismo no Rio de Janeiro da década de 20 e um dos locais mais badalados da vida cultural carioca até o início dos anos 40. Chegou a receber grandes nomes famosos da época como Tarsila do Amaral, Villa Lobos e a bailarina Isadora Duncan.

Como Laurinda Santos Lobo não tinha filhos, após sua morte em 1946, o casarão ficou abandonado, sendo invadido, saqueado e ocupado por moradores de rua e traficantes. Em 1993 o Governo do Estado do Rio de Janeiro, tombou o que sobrava do lugar. Após toda restauração do local, em 1996 o atual Parque das Ruínas foi inaugurado.

Interior das Ruínas
Interior das Ruínas
Parque das Ruínas
Parque das Ruínas

Como chegar:

Localizado em Santa Teresa, num bairro histórico da Cidade Maravilhosa, o Parque das Ruínas fica na Rua Murtinho Nobre, 169, bem perto da estação Curvelo, ao lado do Museu Chácara do Céu. Uma boa dica é aproveitar para também conhecer o museu, onde é possível ver um acervo fantástico de obras de arte.

A maneira mais fácil e interessante se de chegar ao Parque das Ruínas, seria de bondinho. Mas infelizmente o bonde de Santa Teresa está parado a mais de 4 anos para obras e ainda não tem previsão de quanto irá voltar. Portanto, o melhor jeito para se chegar é de táxi. Outra opção é descer no metro da glória e pegar alguma condução que suba o Morro de Santa Teresa e pare na estação Curvelo, ao lado do metro saem algumas vans fazendo o trajeto.

Para quem vai de carro o grande problema é achar vaga para estacionar. A grande dica é parar o carro no Museu Chácara do Céu, onde o estacionamento é grátis e há uma passagem por dentro para o Parque das Ruínas. Mas atenção! O museu e o estacionamento fecham as 17:00 horas, bem antes que o parque, que funciona de terça a domingo das 8hs às 20hs. Cuidade para não ficar com o carro preso por lá!

O que ver e fazer no Parque das Ruínas:

Atualmente a estrutura e programação do parque é bem bacana. O local conta com uma sala de exposição, um auditório para 100 pessoas, um palco de 88 metro quadrados, uma cafeteria que serve um delicioso café da manhã, e uma área ao ar livre onde também ocorre shows, apresentações e uma programação especial para as crianças nos finais de semana. Toda a programação do parque pode ser acompanhada na página no facebook, é só ficar ligado por lá para saber o que está rolando no dia. E o melhor de tudo é que a entrada é gratuita.

+ Fotos do Parque das Ruínas.

Mesmo com todo esse espaço para atividades culturais, a principal atração do Parque das Ruínas é o mirante de 360º no topo do antigo casarão. Com uma vista privilegiada do Rio de Janeiro, de onde é possível ver e contemplar toda a beleza da Baía de Guanabara, do Pão de Açúcar, parte da orla da zona sul da cidade e ainda os Arcos da Lapa, o mirante do Parque das Ruínas realmente tem um visual incrível.

Lais no Mirante do Parque das Ruínas
Lais no Mirante do Parque das Ruínas
Mirante Parque das Ruínas
Centro do Rio de Janeiro – Mirante Parque das Ruínas
Visual Parque das Ruínas
Visual Parque das Ruínas
Mirante Parque das Ruínas
Mirante Parque das Ruínas

+ Fotos do Parque das Ruínas.

Bom pessoal por hoje é só. Nós adoramos conhecer o Parque das Ruínas e super recomendamos para quem estiver em busca de um lugar diferente para passear, relaxar e contemplar belezas artísticas e da natureza. Se você quiser contratar alguma agência ou guia turístico, super indicamos a agência Why Not Brasil. Eles possuem vários tours e muitos passam pelo Parque das Ruínas, como é o caso do tour Rio das Alturas, um passeio pelos melhores mirantes do Rio de Janeiro, e a Experiência ErreJota, um Full Day Tour completíssimo na Cidade Maravilhosa. Vale muito a pena.

Curtiu o post?

Então não deixe de compartilha-lo e de seguir a gente no Facebook, Twitter e Instagram, temos muitas dicas legais para te passar!

Beijos e abraços.

CsV

Author

Designer, blogueiro e empreendedor por natureza, sou amante de fotografia, viagens e da boa culinária. Após meu primeiro intercâmbio, criei uma paixão por viagens. De lá pra cá foram 2 mochilões, 15 países conhecidos, fora as viagens no Brasil. Fascinado por experimentar novos sabores, adoro combinar e inventar novas receitas.

4 Comments

  1. Achei o Blog procurando informações sobre o Mirante Dona Marta…agora não consigo mais sair daqui. SOCORRO! hahahahaha Muito bom, um post melhor que o outro. Amei casal, estão de parabéns!

    • Jessica!!! Aiii que comentário legal esse seu!!!!!!! Sério mesmo, nada melhor que ler que tem gente que curte o que a gente escreve. Já conhece nosso face e insta?? Aparece por lá pra gente trocar mais ideia! Mil beijos e mais uma vez muito obrigada pelo comentário (alegrou nosso dia)

Deixe seu comentário: