Sabe aquelas cidades interessantes? Aquelas cidades que além de possuírem uma rica história espalhada por suas ruas também possuem várias belezas naturais? Então, assim é Recife! Um lugar que lança moda, que ferve cultura e que possui muitas belezas históricas e naturais. Ou seja, uma cidade que tem muita coisa para fazer e que muitas vezes deixa o turista perdido, principalmente se ele tiver pouco tempo (como foi o nosso caso). Logo, pensando nisso, resolvemos reunir nesse post todas as dicas sobre o que fazer em Recife em 2 dias.

Afinal, a cidade recebe muitos turistas que assim como nós, estão de passagem pela cidade para seguir viagem para paraísos naturais como Fernando de Noronha e a Costa dos Corais. Enfim, como nós tínhamos que seguir viagem para Porto de Galinhas, não tivemos nem 48 horas em Recife, mas vamos te passar tudo que conseguimos fazer e curtir nesse tempo, e algumas dicas de lugares que apesar de não termos ido gostaríamos muito de ter conhecido. Então vamos lá!

Recife
Recife

Como chegar:

Atualmente Recife conta com um dos aeroportos mais modernos do país. E o melhor de tudo é que ele fica bem perto dos principais bairros da cidade. Por exemplo, do aeroporto até Boa Viagem de ônibus leva entre 20 a 30 minutos. Quem vai pro centro gasta entre 35 a 45 minutos de ônibus. De táxi até a região central leva em média 30 minutos e o preço varia entre R$ 25,00 a R$ 30,00. O ônibus nós pagamos R$ 2,15.

Circulando:

Cortada por vários rios e canais, Recife, de forma bem exagerada é claro, recebe o título de “Veneza brasileira”. Comparações a parte, o fato é que a cidade é cortada por várias pontes e viadutos. E claro, como toda cidade grande, Recife também tem problemas no transporte público. Mas no geral, se comparar com outras cidades brasileiras, o sistema de ônibus de Recife funciona bem (pelo menos no final de semana). Conseguimos fazer boa parte dos passeios pela cidade de ônibus, inclusive ir para Olinda. E fui tudo bem tranquilo, se tirar um pouco de trânsito que enfrentamos voltando de Olinda.

Onde ficar:

O bairro de Boa Viagem é onde se encontra o maior número de opções de hospedagem em Recife. Afinal, também é onde fica a praia mais bonita da cidade, além de vários restaurantes, bares e night clubs. O site do booking tem uma lista de opções de hospedagem com desconto na região da praia da Boa Viagem, vale a pena dar uma olhada.

Como só tínhamos 1 noite e 2 dias em Recife e queríamos explorar Olinda e a parte do Recife antigo, acabamos optando em ficar hospedados na região central, no bairro da Boa Vista. Atualmente, além de bairro ser bem localizado (perto dos principais pontos da cidade), a região tem passado por uma revitalização, e o bairro eternizado nos poemas de Manuel Bandeiras, hoje vem ganhando áreas boêmias e algumas opções de hospedagem.

Passamos a noite na agradável Pousada Villa Boa Vista. Um lugar único, bem aconchegante e charmoso, a pousada consegue aliar um ambiente de paz e tranquilidade no meio da área central de Recife. E isso se deve muito ao fato de que a Pousada Villa Boa Vista é a primeira pousada temática da cidade. Com um conceito original, a pousada homenageia o bairro da Boa Vista e o Recife, através de poesias, quadros de artistas pernambucanos e apartamentos poeticamente identificados com nomes de ruas tradicionais.

Pousada Villa Boa Vista
Pousada Villa Boa Vista

Isso sem falar no serviço deles que é excelente. Além de termos sido super bem recebidos e instruídos com dicas sobre a cidade, eles tem uma atenção e um cuidado especial com cada hóspede. No dia em que acordamos na pousada a Lais não estava passando muito bem, então não queria sair do quarto para o café da manhã. Perguntei para eles se poderia levar o café para o quarto e eles prontamente me arrumaram uma bandeja onde pude preparar um pouco daquele delicioso café da manha com várias comidas típicas de Pernambuco. Uma delicía e serviço nota 10! Super recomendamos. A Pousada Villa Boa Vista também é recomedadíssima no site do Booking, vale a pena dar uma olhada lá.

Pousada Villa Boa VIsta
Pousada Villa Boa VIsta
Pousada Villa Boa VIsta
Pousada Villa Boa VIsta

O que fazer em Recife em 2 dias:

1º dia:

Para começar com o pé direito, em nosso primeiro dia fomos direto conhecer Olinda. Apesar de ser outra cidade, como é tão perto, parece que você não saiu de Recife. Localizada a cerca de 8 km de Recife, Olinda foi fundada em 1535 e possui até hoje em seu centro histórico igrejas e casarios da época colonial, sendo um prato cheio para quem busca história, cultura e também gastronomia. Afinal, atualmente uma das principais atividades econômicas de Olinda é o turismo, logo a região do centro histórico possui vários restaurantes e também feirinhas de comidas típicas.

Assim como Tiradentes e Ouro Preto, as Igrejas são as grandes atrações da cidade. Porém diferentemente das cidades mineiras, o centro de Olinda não se encontra tão preservado e revitalizado, falta uma pintura nas Igrejas e casarios colonias. Mas isso não tira todo o charme e beleza espalhada pelas ladeiras de Olinda. Afinal, não é a toa que a primeira capital de Pernambuco hoje em dia é considerada Patrimônio Mundial pela UNESCO.

Igreja do Carmo
Igreja do Carmo
Igreja da Misericórdia
Igreja da Misericórdia
Catedral da Sé
Catedral da Sé

As principais e as mais bonitas Igrejas de Olinda que valem a pena visitar são a Igreja do Carmo, o Mosteiro de São Bento e a Igreja da Sé. Na praça do Carmo, onde fica a igreja de mesmo nome, é possível encontrar alguns guias turísticos oferecendo o tour por Olinda. Só é necessário mesmo se você quiser saber mais a fundo sobre a história do local, pois ao meu ver, a melhor maneira de conhecer Olinda é se perder por entre suas ladeiras.

O lugar mais interessante é o Alto da Sé. Além do fantástico visual de Olinda e Recife com a Igreja da Sé ao lado completando a paisagem, essa grande área plana numa das partes mais alta da cidade também conta com uma feirinha de artesanato e de comidas típicas, lojinhas de souveniers, ateliês e vários restaurantes ao seu redor.

Feirinha de Artesanato no Alto da Sé - Olinda
Feirinha de Artesanato no Alto da Sé – Olinda
Lojinhas no Alto da Sé - Olinda
Lojinhas no Alto da Sé – Olinda
Vista do Alto da Sé - Olinda
Vista do Alto da Sé – Olinda

2º dia:

No segundo dia pela manhã fomos conhecer a parte do Recife antigo. A dica é começar explorando pelo Marco Zero e ir caminhando até a Rua do Bom Jesus, onde tem um casario holandês bastante peculiar e várias galerias de arte. Infelizmente nosso tempo era muito curto e só deu para explorar mesmo a parte do Marco Zero. Tínhamos que descer para Porto de Galinhas, afinal nossa meta nessa viagem era explorar a Costa dos Corais.

Como a praia da Boa Viagem fica no caminho, não podíamos deixar de dar uma parada por lá né!? Ficamos realmente encantados com a praia. Muito linda! A praia tem uma faixa de areia bem extensa, vários coqueiros em sua orla e uma água bem verde. Mas infelizmente não tivemos coragem de entrar na água pois a praia conta com vários avisos de perigo por causa de ataque de tubarão. E como havia tido um ataque um pouco recente, preferimos não arriscar.

Marco Zero
Marco Zero
Porto de Recife
Porto de Recife
Praia da Boa Viagem
Praia da Boa Viagem

Outras dicas:

Bem, deu para ver que nossa passada por Recife foi bastante corrida. Por isso vamos deixar aqui outros lugares que gostaríamos muito de ter conhecido e que também acreditamos que seja possível conhecer em 2 dias.

– Passeio de catamarã pelo Rio Capibaripe – Recife Antigo.

– Pátio de São Pedro – Recife Antigo

– Antiga penitenciária de Recife que atualmente abriga a Casa de Cultura, o Museu do Frevo, lojas que vendem artesanatos e várias outras coisas – Recife Antigo.

– Para quem gosta de arte, deve conhecer o Instituto Ricardo Brennand, sediado em um complexo arquitetônico em estilo medieval, composto por museu, pinacoteca e biblioteca.

Então é isso. Acredito que deu para você ver que tem muita coisa para se fazer e que é difícil explorar tudo. Nós saímos com gostinho de quero mais, e vamos voltar com certeza. Esperamos que você tenha gostado das nossas dicas sobre o que fazer em Recife em 2 dias. Se você achar que esse post pode ajudar algum amigo ou conhecido seu, por favor não deixe de compartilha-lo. E para saber mais dicas de viagens siga a gente pelo Facebook e Instagram, também temos muitas coisas legais por lá.

Beijos e abraços.

CsV

Author

Designer, blogueiro e empreendedor por natureza, sou amante de fotografia, viagens e da boa culinária. Após meu primeiro intercâmbio, criei uma paixão por viagens. De lá pra cá foram 2 mochilões, 15 países conhecidos, fora as viagens no Brasil. Fascinado por experimentar novos sabores, adoro combinar e inventar novas receitas.

Deixe seu comentário: