No feriado de verão do padroeiro da cidade do Rio de Janeiro, só queríamos fugir do calor intenso que está acometendo o estado. Estávamos em Barra do Piraí, interior do Rio, na casa de nossos pais, quando uma grande amiga nos deu a ideia de partir pra um refresco nas cachoeiras da montanha. Saímos 7 da manhã com destino a Maromba e a viagem até lá durou cerca de 2 horas e meia.

Localizada a 212 km do Rio de Janeiro e a 304 km de São Paulo, a vila de Maromba tem como seu principal acesso a rodovia Nova Dutra. Basta pegar a saída do km 311 no trevo de Penedo, e percorrer mais 40 km até Maromba. A maior parte desse trecho é asfaltado, somente já chegando na vila que vira estrada de terra. De ônibus, é preciso ir para Resende, de onde saem ônibus de linha todos os dias com destino a Visconde de Mauá, Maringá e Mauá. Mas atenção! Sábados, domingos e feriados só existem 3 horários. O site da prefeitura de Itatiaia informa os horários e as viações que fazem cada trajeto.

VIsta da Serra de Visconde de Mauá
VIsta da Serra de Visconde de Mauá

Leia Também:
– As Maravilhas da Praia de Lopes Mendes em Ilha Grande
– Armação de Búzios: O Balneário Mais Charmoso do Rio de Janeiro
– As Principais Dicas para Conhecer a Chapada dos Veadeiros

Por ser situada numa área de proteção ambiental no alto da Serra da Mantiqueira na divisa com o Parque Nacional de Itatiaia, a região da vila de Maromba, Visconde de Mauá, e Maringá é muito bem preservada e conta com uma abundância de cachoeiras, rios e piscinas naturais de águas super limpas e cristalinas.

No meio desse cenário natural estonteante, as três principais vilas da região, também oferecem muitas opções de restaurantes, bares, campings, hostels e pousadas para todos os tipos e gostos, incluindo os mais refinados. No Booking há diversas opções de hospedagens com desconto. Como tínhamos pouco tempo e queríamos curtir ao máximo todos os melhores lugares que nos foram indicados, fomos direto à vila de Maromba, onde ficam as cachoeiras principais.

+ Fotos de Maromba-RJ: Cachoeira do Escorrega e Poção de Maromba.

O melhor de tudo em Maromba é que as cachoeiras ficam num circuito de fácil acesso, tanto que não é necessário guia, nem carro para conhecer a maioria delas, basta pegar algumas dicas. Você pode chegar com uma boa caminhada a partir do centro de Maromba, ou de carro mesmo. O maior problema é para estacionar durante a alta temporada ou em finais de semana muito quente, as cachoeiras costumam ficar bem cheias, chegamos cedo por isso conseguimos parar perto de todas elas.

Começamos na Cachoeira do Escorrega, ela é o cartão postal da região de Visconde de Mauá, fica 3 km acima da vila da Maromba. Uma pedra que parece ter sido esculpida com esse propósito, a Cachoeira do Escorrega é um tobogã natural de uns 30 metros de comprimento que termina numa piscina natural transparente e absolutamente gelada. O maior desafio é entrar na água, mas com o calor que estava fazendo, aceitamos a missão e passamos uma manhã muito boa!

A parte de cima da Cachoeira do Escorrega é simplesmente encantadora. Várias pequenas piscinas naturais se formam junto com um mix de cores da água, das pedras, das árvores e do céu, fazem o cenário perfeito para relaxar e contemplar a natureza

Cachoeira do Escorrega=Maromba RJ
Cachoeira do Escorrega = Maromba RJ

.

Cachoeira do Escorrega=Maromba RJ
Cachoeira do Escorrega – Maromba RJ
Parte de Cima da Cachoeira do Escorrega - Maromba RJ
Parte de Cima da Cachoeira do Escorrega – Maromba RJ
Parte de Cima da Cachoeira do Escorrega - Maromba RJ
Parte de Cima da Cachoeira do Escorrega – Maromba RJ

Ao redor da Cachoeira do Escorrega existem dois restaurantes bem próximos, um que vende petiscos (pizza pastel e porções), ótimo para matar a fome rápida, e outro que serve almoço, mas no dia estava fechado. Queríamos fazer uma refeição, portanto seguimos em busca de um restaurante e a cem metros da Cachoeira do Escorrega encontramos o Bistrô do Aventureiro. Um simpático restaurante com um ambiente bem bacana e um clima muito bom, o bistrô servia apenas 3 tipos de pratos. A média do prato individual é de 27 reais e todas as carnes são feitas na brasa. Escolhemos uma Truta com batatinhas e arroz a grega, o preço do prato foi 28 reais e pedimos mais uma coca, ao todo a conta deu R$ 35,00.

+ Fotos de Maromba-RJ: Cachoeira do Escorrega e Poção de Maromba.

ATENÇÃO!!! Lembre-se de levar dinheiro em espécie, pois há apenas um caixa eletrônico Itaú em Visconde de Mauá e muitos restaurantes em Maromba não aceitam cartão!

Bistrô do Aventureiro - Maromba RJ
Bistrô do Aventureiro – Maromba RJ
Bistrô do Aventureiro - Maromba RJ
Bistrô do Aventureiro – Maromba RJ

Passado um tempo fomos para a segunda cachoeira do dia, o Poção de Maromba. Ele tem 7m de profundidade e tem uma pedra de 8 metros de altura que é utilizada para saltos. É sempre válido dar um mergulho antes e verificar a profundidade do rio, ainda mais se não tiver ninguém pulando, como o rio é vivo ele muda conforme o tempo. Se você, assim como a maioria, dispensa o salto da pedra, aproveite pra se refrescar e nadar no poção e também para entrar nas piscinas naturais que seguem o fluxo do rio. O Poção fica 1 km acima da vila da Maromba no caminho para Cachoeira do Escorrega, é só descer uma escadaria que você está lá.

+ Fotos de Maromba-RJ: Cachoeira do Escorrega e Poção de Maromba.

Poção de Maromba
Poção de Maromba
Poção de Maromba
Poção de Maromba

Antes de partirmos, fomos conhecer a terceira cachu do dia, a sutil cachoeira Véu da Noiva. Ela tem acesso fácil e seguro por uma pequena trilha a 600 metros do centro da Vila da Maromba. No caminho para ela, vemos a pequena e desenhada, cachoeira Dama de Honra que é como uma recepcionista da bela Véu da Noiva, pequena e simpática, ela forma um poçinho na sua frente.

+ Fotos de Maromba-RJ: Cachoeira do Escorrega e Poção de Maromba.

 

Seguindo a trilha encontramos uma mata mais fechada que compõe a paisagem junto com uma queda de aprox. 15 metros. Ela não tem poço para mergulho, é uma cachoeira para admirar e energizar! Mesmo com a mata mais fechada, por incrível que pareça, ela é menos gelada que as que ficavam no sol.

Dama de Honra
Dama de Honra
Véu da Noiva
Véu da Noiva

Bom galera é isso. Depois de um dia desse ficamos exaustos, mas adoramos conhecer a vila de Maromba e vamos voltar com certeza para passar mais tempo e explorar toda essa região. Esperamos que vocês aproveitem dias agradáveis nesse paraíso assim como foi o nosso. Não deixe de nos acompanhar no Facebook, Twitter e Instagram para saber das novidades.

Beijos e abraços.

CsV

Author

Carioca da clara, essa taurina apaixonada por design e mídias sociais é curiosa por natureza e analisadora de pessoas por mania. Ama se comunicar e viajar (para qualquer lugar que seja), de comer bem, de moda e principalmente de gente.

1 Comment

  1. leonardo sant anna Reply

    Legal a matéria sobre Visconde, Maromba e Maringá. Estive naquela região no inverno para curtir o friozinho com a minha família. Lá é bom para aproveitar a gastronomia, fazer passeios de quadriciclo, andar a cavalo, além de adquirir belas obras de artes nos diversos ateliês. Há diversas pousadas para todos os gostos e poderes aquisitivos.

Deixe seu comentário: